DEUS SE FAZ PRESENTE


Estivemos nos últimos dias viajando por Portugal, juntamente com minhas irmãs, como comemoração do aniversário de nossa mãe. A experiência foi memorável, e será lembrada para sempre como um gostoso momento de convivência familiar, mas sobretudo como um encontro com nossas origens.


Temos como hábito sempre que vivendo um bom momento, trazer à nossa lembrança pessoas que amamos e que gostaríamos que estivessem presenciando aquela ocasião. E nesta viagem não foi diferente, tudo era maravilhoso e a todo momento nossos sentimentos se aguçavam, fazendo com que até nossos sentidos fisiológicos servissem de conexão a alguma lembrança,..... ao ouvir uma música, ao ver uma pessoa ou local, na degustação de um prato ou bebida, tudo isto requisitava automaticamente a presença de uma pessoa, e neste caso nossos filhos, Priscila e Luciano, eram os focos de nossas memórias, o que trazia muita saudade. A todo momento comentávamos um com o outro "vamos voltar aqui com a Priscila, ela vai gostar disso", já com o Luciano era diferente porque isto não teria como acontecer, e daí restava só a emoção. Estes sentimentos não atrapalhou a viagem em momento nenhum, muito pelo contrário, tudo isto os trazia para perto de nós. A presença do Luciano era muito lembrada por vários motivos, por exemplo, o ciclismo é uma prática muito comum na Europa, e isto nos fazia lembrar dele contando de suas experiências pedalando pelas estradinhas do interior da Alemanha e Suíça. Ouvir o fado também foi algo que mexeu bastante com nossos sentimentos, porque  Luciano sempre utilizou a música para conversar consigo próprio e com Deus, assim como para trabalhar e expressar seus sentimentos, e sentimos muito ele não ter tido a oportunidade de experimentar estas canções tão melodiosas que falam fundo com os sentimentos das pessoas, principalmente aquelas com raízes na cultura portuguesa.

Enfim, voltamos para casa... foi muito bom reencontrar com a Priscila, poder estar juntinho dela, ..... e nos primeiros momentos do retorno foi duro passar em frente ao quarto do Luciano, deparar com a porta fechada, abrí-la, e enfrentar com a realidade de que ao contrário da Priscila, não poderíamos abraçá-lo. 

Assim como sempre fazemos quando a saudade do Luciano nos aperta, vamos até suas coisas buscando um contato físico com tudo que ele mais gostava, e assim sentimos mais próximos dele... pode parecer loucura, mas isto nos faz bem, e é o que interessa. E nestas horas ainda contamos com um aliado que nos consola e ajuda a superar esta dor, e este é nosso Deus Pai. "Eu vejo os seus caminhos, e o sararei, e o guiarei, e lhe tornarei a dar consolação, a saber, aos seus pranteadores." Isaías 57:18.     Pronto!!!   Deus se fez presente, e imediatamente falou forte nos consolando fazendo nos entender que poderíamos ter saudade, poderíamos chorar, enfim, isto tudo é normal e saudável, entretanto nos tranquilizou entregando dois vídeos nos quais o Luciano declara estar ao SEU lado, ao lado de Deus Pai, porque ele é seu grande AMIGO. 

Assista a declaração feita pelo Luciano através dos cânticos que descobrimos nesta nossa mexida em suas coisas. Isso foi um acaso? não. Coincidência?  não. Mas sim providência Divina. 

O que queremos deixar com cada um de vocês é que Deus pode estar ao seu lado em todas as circunstâncias, agindo a seu favor, e o bom é estar ao Seu lado, aqui, agora, sempre, e eternamente, portanto busque-o enquanto é tempo, Luciano soube fazer isto.